Seguidores

Volte Sempre!

Leia Também em nosso Site

Visitem nosso Grupo e vejam as novas matérias

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Encontrar a Direção - Mensagem do Caboclo Pedra do Sol


Por quem, ou pelo quê, o seu coração “balança”? Que pessoa, que projetos ou sonhos mexem com o seu íntimo e lhe despertam a firme vontade de se dedicar e fazer algo de bom e transformador? E quem, ou o quê, lhe provoca um aperto no coração e a sensação de angústia, limitação e insegurança?direo
Se prestássemos mais atenção a isso, com certeza a nossa vida fluiria com mais tranquilidadePorque o coração não se engana...
Tudo que desperta nosso entusiasmo pela vida traz um sinal de que, com a nossa cooperação consciente, ali podemos crescer. Já o contato com pessoas e situações que nos deprimem e limitam sinaliza que é preciso cautela, que talvez seja tempo de desapego, de se fazer uma limpeza e renovação...
O coração está ligado ao centro energético que depura as energias mais densas (contudo necessárias, numa justa medida, para que se tenha atitude perante a vida). Ali entram as Vibrações Divinas do Amor, que pacificam, harmonizam, equilibram e promovem o Bem, trazendo-nos a cura espiritual, mental, emocional e física. E é neste centro que o nosso querer imediatista se transforma num querer mais elevado e começando a voltar-se para a doação sem reservas. É um portal para as realizações mais benéficas ao indivíduo e à coletividade.

Não se pode avançar com um pé para um lado e o outro pé na direção oposta... E viver em sentido contrário aos impulsos do nosso coração também não é possívelQuando o coração (o íntimo) aponta um caminho e o corpo (os desejos materiais imediatistas) busca o caminho contráriofica impossível vislumbrar uma direção segura, viver em paz e alcançar êxito... 

O coração é livre, é a voz do Espírito imortal que ama e busca a liberdade de se expressarnão aceita grades, portas trancadas, entraves... O coração “pensa” com a Inteligência do Espírito“pensa alto” e para o Alto, e nos faz ir além... O coração “pensa” para o infinito, orientando nossas idéias para um sentido de Eternidade, e nunca pelo comando da vontade superficial do ego e da ilusão... Por isso, não deixemos “para amanhã” a oportunidade de ouvir a voz do nosso coração!
Podemos ter vivido sob o comando de ilusões, de suposições, de aparências. Mas chega um momento em que o coração nos diz: “Pare, mude de rumo, refaça sua trajetória;observe este outro caminho, explore outras possibilidades; por aqui, você chegará a um porto mais seguro...”.
A voz do coração não combate o nosso ego, ela apenas nos faz ver onde, quando e quanto aquilo é ilusão demasiada, e que existe um caminho melhor e mais produtivo ao nosso alcance. Não se combate o ego. Precisamos do ego para nos posicionar, aprender a escolher e a selecionar o que é melhor para nós. O coração só intervém quando deixamos o ego assumir o comando da nossa vida, em prejuízo da melhor escolha, em prejuízo do Ser Espiritual que nós somos e que não pode ser levado pelos excessos (da ambição, da cobiça, dos prazeres momentâneos prejudiciais ao nosso equilíbrio, por exemplos).
Para encontrar uma direção que destrave situações complicadas, é preciso ouvir o coração. Se ele nos pede para nos desapegarmos de algum hábito, de alguém, ou de alguma coisa, é importante fazermos isto. É a nossa Essência nos alertando!... Adiar essa decisão aumenta a complicação e atrai outras... O adiamento reiterado entorpece a voz do coração, então ficamos embotados, podemos perder a direção, ficar sem “um norte”, e supor que não temos saída...
Um coração saudável tem ritmo compassado, equilibrado. Podemos senti-lo pulsar em todo o corpo. Precisamos obedecer a esse ritmo. Quando fazemos por manter pensamentos e hábitos saudáveis, esse pulsar atua, por exemplo, nos centros energéticos da testa e da garganta de modo a acalmar e harmonizar a nossa compreensão, comunicação e interação com o meio, direcionando-nos com segurança. Mesmo que surjam dificuldades, conseguimos enxergar uma saída.
Exercício para obter uma direção equilibrada- Para alcançar um bom direcionamento na vida e curar desarmonias, pode-se fazer este exercício, em duas etapas:  
1ª etapa:
1-De olhos fechados, numa posição confortável (de pé, ou sentada), a pessoa vai respirar calmamente por três vezes.
Visualizar uma luz branca descendo sobre o alto da sua cabeça e se espalhando lentamente até a testa, depois até a garganta. Sentir essa luz descendo e trazendo uma sensação de paz e alívio... Visualizar que a luz desce agora até a região do coração. Sentir o pulsar do coração.
Se a pessoa estiver alterada, com os batimentos acelerados, precisará respirar com calma novamente, soltando bem o ar, até que eles se normalizem. Poderá colocar, à sua esquerda, um copo com água misturada com um punhado de sal, pedindo a Deus que tais elementos recolham as energias em descompasso. Ao final do exercício, agradecer e despejar o conteúdo do copo em água corrente.
2-Sentindo-se mais calma, visualizar a luz branca circulando e envolvendo a pessoa desde a cabeça até o centro do coração. O círculo de luz se expande,  cresce e cresce...
Pedir mentalmente “um norte”, um direcionamento na vida, para solucionar o que mais incomoda a pessoa no momento (dificuldades na saúde física, no campo emocional e afetivo, nas questões materiais etc.).
Visualizar que o círculo de luz branca recolhe e leva embora tudo aquilo, deixando a pessoa mais leve e tranquila.
Abrir lentamente os olhos e respirar com calma, três vezes.
3-Repetir o exercício uma vez por dia, durante sete dias.
Depois do oitavo dia, passar à etapa seguinte.
2ª etapa:
1-Fazer um pequeno círculo no chão com as ervascasca de alho, guiné, arruda, carapiá, sálvia, hortelã, manjericão e alecrim. No meio, a pessoa coloca seu nome, escrito a lápis, dentro de um copo com água.
2-De pé, junto ao círculo de ervas, com os olhos abertos e os braços estendidos ao longo do corpo, a pessoa se posiciona de frente para uma janela (varanda, porta etc.) que lhe permita enxergar o ambiente externo e contemplar o céu, uma árvore, uma montanha etc. Fixar o olhar num ponto daquele cenário que fique um pouco acima da sua cabeça. Considerar que ali está “o norte” (a direção saudável que ela busca para sua vida, um caminho de elevação). Este será o “ponto norte” do exercício, daqui em diante.
Caso não tenha vista para um ambiente externo natural bonito e tranquilo, a pessoa pode colocar-se de frente para o seu altar doméstico.
E se não tiver altar, ela pode firmar uma vela branca dentro de casa. Ou utilizar um destes elementos: um copo com água, uma flor branca, um punhado de ervas, um cristal verde.Pedir a Deus a consagração do elemento escolhido, com finalidade de cura (espiritual, mental, emocional e ou física). Colocar o elemento escolhido (velaoutro) num ponto acima da cabeça da pessoa, representando o “ponto norte” e simbolizando que ela clama pelas energias do Alto. Findo o exercício, recolher o material, agradecer e descartar (despejar o copo em água corrente; devolver à terra a flor ou as ervas, ou embrulhá-las antes de jogar no lixo; lavar o cristal em água corrente, ou conforme seu ritual particular de limpeza).
3-Definido o “ponto norte”, a pessoa fixa o olhar nele, por alguns segundos, e respira com calma, inspirando e soltando o ar sem pressa. Soltar o ar com o pensamento em Deus, pedindo mentalmente “um norte”, uma direção para solucionar suas dificuldades.
4-Juntar as mãos em concha e com elas “puxar” a energia da Terra (plano no qual a pessoa está com dificuldades). Subir lentamente as mãos até o coração, sentindo que está trazendo para o centro cardíaco os problemas do dia-a-dia. Entregar tudo para o coração, de modo que ali as dificuldades sejam recolhidas e harmonizadas pelas Luzes do Amor Divino.
Soltar as mãos, mantendo os braços ao longo do corpo. Fixar o “ponto norte”, fazendo três respirações lentas, sem pressa.
5-Estender os braços à frente, abrindo as mãos na direção do “ponto norte”, e repetir mentalmente (ou em voz alta) por três vezes: “Eu aceito receber a Luz da Harmonia nos meus pensamentos, sentimentos, emoções, palavras e ações”. Respirar com calma, três vezes.
Voltar à posição inicial (de pé, braços ao longo do corpo, olhando para o “ponto norte”).
5-Estender os braços à frente, mãos abertas na direção do “ponto norte”, e repetir mentalmente (ou em voz alta) por três vezes: “Eu vivo na Luz da Harmonia. Eu Sou filho (a) do Amor Divino que Se manifesta nos meus pensamentos, sentimentos, emoções, palavras e ações, direcionando minha vida”.
Respirar com calma, três vezes. Agradecer a Divina Presença em sua vida, encerrando o exercício.
Praticar uma vez ao dia, durante sete dias.
Que a Luz do Amor e da Harmonia seja a Direção de todos!
(Caboclo Pedra do Sol, 16/10/2012.)
Escrito por Maria de Fátima
Fonte: Instituto Sete Porteiras

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somente serão aceitos comentários de membros do Grupo Boiadeiro Rei, devidamente registrados e cadastrados.

Obrigado!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

GRUPO DE ESTUDOS

O único site que reúne a espiritualidade universal

Grupo de Estudos Boiadeiro rei visa apanhar no universo da espiritualidade temas sobre as variantes religiosas universais, prós e contras, formam uma coleta diversificada sobre a busca humana do desconhecido, da paranormalidade ao longo da existência terrestre. A proposta do Grupo de Estudos visa o esclarecimento, enriquecimento individual e o aumento do conhecimento intelectual.

-------------------------------------------------------------------------

Organização sem fins lucrativos

Email: contato@grupoboiadeirorei.com.br

fernandodeogum@grupoboiadeirorei.com.br

www.grupoboiadeirorei.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...